Conheça As Novas Regras do Empréstimo Pessoal Consignado Para Aposentados e Pensionistas

Aposentados e pensionistas agora contam com novas regras para o Empréstimo Pessoal Consignado. O INSS realizou algumas mudanças recentemente para controlar melhor quem realiza o empréstimo.

O principal objetivo das novas regras do INSS sobre o Empréstimo Pessoal Consignado, é assegurar que as transações sejam realizadas pelos próprios beneficiários, evitando fraudes no sistema e evitando a indução de adesão do crédito por meio de bancos e financeiras.

O empréstimo consignado é a modalidade de crédito com as menores taxas de juros do mercado financeiro, além disso conta com excelentes prazos de pagamento e valores altos.

Porém essa linha de crédito somente pode ser solicitada por aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos e empregados com carteira assinada, isso ocorrer porquê, o valor das parcelas do crédito são descontadas diretamente da folha de pagamento.

Segundo dados coletados no site oficial do Banco Central, devido as vantagens e facilidade de adesão dessa modalidade de crédito, o emprestimo consignado cresceu em média 10,9% entre os aposentados e pensionistas.

Porém, o grande problema do alto crescimento das concessões do Empréstimo Pessoal Consignado é o alto número de pessoas inadimplentes que são beneficiados pelo INSS.

Nós do CrediFácil Brasil apresentamos para vocês agora as principais medidas que foram inseridas na lista de mudanças do Empréstimo Pessoal Consignado para aposentados e pensionistas.

1- Prazo Para Oferecer Empréstimo Pessoal Consignado Aos Beneficiários

Bancos e financeiras agora tem a obrigação de apenas dispor do serviço de crédito consignado após 06 meses de adesão do benefício a aposentados ou pensionistas.

A partir dessa mudança as instituições estão terminantemente proibidas de oferecer o Empréstimo Pessoal Consignado a novos aposentados ou pensionistas que não tenham completado 180 dias com recebimento do benefício.

A grande razão desse prazo é o assédio sofrido pelos beneficiários, uma vez que as credoras induzem a adesão do credito.

Notou-se uma grande e agressividade dos bancos ao oferecerem empréstimo a assegurados por meio de ligações e cartas ao aposentados e pensionistas.

O grande número de reclamações e questionamentos por essa ação fez com o INSS implantasse medidas para combater esse abuso.

Caso o cliente deseja obter o empréstimo antes do prazo de 06 meses, deverá comparecer presencialmente em um banco ou financeira para solicitar o crédito.

Além disso, mesmo por desejo do cliente, o empréstimo não poderá ser liberado antes de 90 dias após o pagamento do primeiro benefício.

2- Transparência Na Hora De Oferecer O Cartão De Crédito Consignado

Os bancos e financeiras hoje têm o dever de esclarecer até o menor dos detalhes antes de oferecer o cartão de crédito consignado a aposentados e pensionistas.

É preciso que o contrato seja de fácil entendimento para que o contratante possa ler e entender aquilo que está aderindo.

Ou seja, o assegurado deve entender cada ponto que envolva o cartão e adesão do mesmo, como funciona, pagamento, limite e o desconto que é realizado diretamente de sua folha de pagamento para pagar a fatura.

É obrigatória o acompanhamento junto ao termo de adesão do cartão de crédito consignado o Termo de Consentimento Esclarecido.

A fatura do cartão a ser descontada da folha de pagamento, não pode ultrapassar 5% do valor total do benefício.

Vale lembrar que o cartão de crédito consignado pode ser solicitado por assegurados que tenham um Empréstimo Pessoal Consignado em andamento.

3- Pré-aprovação De Desconto Da Folha De Pagamento

Outra alteração importante que ocorreu no Empréstimo Pessoal Consignado, é que o INSS estipulou que a pré-aprovação do desconto da folha de pagamento do assegurado é algo extremamente necessário.

Assim como explicamos a vocês mais acima, a maior característica do empréstimo consignado é o seu desconto de folha de pagamento para pagamento das parcelas do credito.

Infelizmente muitos beneficiários em dado momento de emergência optaram por solicitar um emprestimo pessoal consignado por sua rapidez, pelos altos valores e pelos prazos de pagamento atraentes.

Porém muito recorriam a esse sistema sem pensas nas consequências que isso poderia ter em seu pagamento de benefício.

O desconto ocorre de forma mensal diretamente da folha de pagamento da pensão ou da aposentadoria, isso fez com que muito assegurados se endividassem devido a não aprovação do desconto da folha de pagamento.

Não se pode mais arrendar todo o dinheiro do cliente para o pagamento das parcelas, o valor correspondente das parcelas hoje somente poderá chegar a 35% da renda mensal e somente poderá ser liberado o crédito após uma análise de credito onde a verificação da viabilidade seja confirmada.

O Que Fazer Em Casos de Desrespeito Às Novas Regras Do INSS?

Aposentados e pensionistas que continuarem a ser assediados pelos bancos ou financeiras poderão recorrer ao INSS ou mesmo ao Procon para registrar uma declaração informando o nome da instituição que tem violado a sua privacidade.

É direto de todo beneficiário o questionamento de como seus dados foram disponibilizados a credora, especialmente se nunca antes teve contato com a empresa que lhe faz ligações.

O mesmo vale para casos em que o TCE não for disponibilizado, todo credor precisa oferecer de forma clara e transparente todos os valores que estão sendo cobrados.

O Que Não Muda Com As Novas Regras Sobre O Empréstimo Pessoal Consignado?

O contrato do empréstimo consignado é realizado com base em muito critérios. Além dos que foram modificados, existem outras normas que ainda se mantem e é muito importante conhecer cada uma.

Esse é o caso das taxas de juros e da margem consignável do Empréstimo Pessoal Consignado, entenda:

Margem Consignável

A margem consignável se mantém a mesma para empréstimos consignados a aposentados e pensionistas.

Atualmente é permitido comprometer até 35% da renda com o pagamento das parcelas do crédito.

Caso o solicitante já tenha comprometido toda a sua margem com as parcelas do empréstimo, poderá solicitar um cartão de crédito consignado onde poderá utilizar mais 5% de sua renda para o pagamento das faturas que são descontadas diretamente de folha de pagamento.

Porém, caso já tenha um empréstimo ativo e o cartão, mas mesmo precisa de mais credito, a alternativa que pode ser interessante para você é o refinanciamento ou a portabilidade de credito para os empréstimos atuais presentes no mercado.

Taxas de Juros

Os juros do Empréstimo Pessoal Consignado para pensionistas e aposentados se manteve o mesmo, ou seja, não houve alterações nessa parte do crédito por parte do INSS.

A taxa de juros nominal corresponde a 2,08% ao mês.

Trazendo para a “vida real” isso significa que os bancos e financeiras não poderão realizar a cobrança de juros nominal maior do que o valor estipulado por lei.

Considerando o fato de que a alta competitividade as taxas de juros podem ser ainda mais em conta, devido ao grande volume no mercado de banco e financeiras que oferecem o empréstimo consignado.

Por isso é muito importante sempre comparar e realizar simulações em mais de um banco.

Vantagens Das Novas Regras do INSS

Devido ao alto nível de reclamações que se eram coletadas de aposentados e pensionistas sobre o empréstimo consignado, temos a perturbação por meio de banco e agencias financeiras através de ligações, a falta de transparência nos processors de adesão e crédito sem margem consignável que comprometia a renda do cliente.

Com as novas regras do INSS todos esses problemas foram sanados de uma forma que, em casos de descumprimentos das normas o banco ou financeira poderão ser punidos.

Temos nessa nova fase do Empréstimo Pessoal Consignado uma maior segurança dos dados pessoais dos novos aposentados e pensionistas.

Uma maior transparência para com o cliente sobre as taxas e condições de empréstimo pessoal que se está aderindo, deixando claro, de forma nítida e de fácil compreensão no contrato as taxas de juros, prazo para pagamento e valor emprestado.

Leia também:

Pequenos Hábitos que Consomem seu Dinheiro

Saiba como realizar a Renegociação de Dívida

E por fim, temos o credito consciente, que incentiva os segurados um melhor uso do credito, evitando fraudes, parcelas exuberantes que comprometam a renda e um maior controle financeiro sobre o dia a dia.

Informações De Contato, Endereço e Telefone

Endereço do INSS Instituto Nacional do Seguro Social (Administração Central)
10º, SAUS S/N BL O – Asa Sul, DF, 70070-946

Telefone: (61) 3313-4064 ou 0800 728 0191 Horário de atendimento: 7:00 horas às 22:00 horas horário de Brasília.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.